Brasil está desenvolvendo laranja transgênica

O Brasil, maior produtor de laranjas do mundo, está próximo de produzir laranjeiras resistentes a pragas que tiram o sono dos produtores: a mosca das frutas e a pinta preta. 
Os responsáveis por essas pesquisas são do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), localizado em Araraquara-SP.  Em dezembro de 2013, o Fundecitrus iniciou nova fase em suas pesquisas com plantas geneticamente modificadas e instalou um plantio para testes em condições de campo.
Ao todo, 650 mudas transgênicas foram plantadas em Ibaté, no centro do estado de São Paulo. As primeiras frutas serão produzidas em 2016.
-> Fundecitrus contrata especialista espanhol em biotecnologia

Seguindo os procedimentos aprovados pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), estas plantas estão cercadas por uma bordadura formada por 1.664 mudas não-geneticamente modificadas.
As pesquisas no campo vão se estender por sete anos e meio - prazo estimado para que as plantas possam atingir a plena produtividade e para que os frutos possam ser avaliados em diferentes anos.

Segundo o pesquisador do Fundecitrus Nelson Arno Wulff, o estudo é o primeiro no Brasil a avaliar no campo o desempenho de plantas transgênicas para a resistência de doenças. 
- As etapas anteriores mostraram que as plantas geneticamente modificadas têm potencial para tolerância à pinta preta, à mosca das frutas (Ceratitis capitata) e ao cancro cítrico - disse Nelson Arno Wuff.  

- Mas é necessário o plantio e o florescimento para que testemos essas plantas em situações reais, com sol, chuva e seca, condições fitossanitárias, como a presença de outras doenças, e condições operacionais
- explicou o pesquisador.
Fonte: De olho no campo com informações do Fundecitrus

Postagens mais visitadas