Pesquisa da Esalq/USP desenvolve tomate sem semente

Paulo Palma Beraldo

SÃO PAULO - Após cinco anos de pesquisa, um grupo de pesquisadores brasileiros conseguiu produzir um tomate sem semente a partir de modificações genéticas. O estudo foi realizado no câmpus de Piracicaba da Universidade de São Paulo (USP). Os responsáveis pela descoberta integram a equipe do Laboratório de Genética Molecular e Desenvolvimento de Plantas, da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (Esalq). 


Pesquisa da Esalq/USP desenvolve tomate sem semente

Postagens mais visitadas