Parabéns, Agricultor!

Paulo Palma Beraldo
Fotos: Trimble

Você já se alimentou hoje? Então agradeça um agricultor. Essa frase é bastante conhecida e cai muito bem neste dia: 28 de julho, o dia do agricultor. Dia daquele e daquela que cuidam da terra e fazem as plantas brotarem, crescerem e se tornarem alimento para milhões de pessoas.

O mundo vive um desafio enorme: produzir cada vez mais alimentos com menos recursos. Economizar, racionalizar e ser mais eficiente são os focos do momento. 

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que em 2050 haverá quase 10 bilhões de pessoas no planeta. O aumento da tecnologia no campo terá um papel fundamental para garantir a segurança alimentar desses cidadãos.

O Brasil já vem fazendo sua parte. De Sul a Norte, agricultores têm adotado técnicas para melhorar a produção e reduzir os custos. 

Um exemplo é a agricultura de precisão, que oferece um conjunto de ferramentas capaz de melhorar os resultados no campo. Ela anda junto com a internet e nos próximos anos muitas inovações vão chegar para modificar a forma como conhecemos a agricultura.


Controle da irrigação e racionamento dos recursos
naturais serão cada vez mais comuns. 
Confira o especial sobre agricultura de precisão

Segundo pesquisa recente do Sebrae, 96% dos produtores usam celular. Mais de 70% usam o aparelho para acessar a internet e o número só vai crescer nos próximos anos. “Veremos cada vez mais máquinas conectadas podendo ser acessadas de qualquer lugar. Da mesma forma, informações podem ser enviadas do escritório para as máquinas, orientando as próximas atividades do operador”, explica Jorge Strina, gerente de desenvolvimento de negócios estratégicos da Trimble, empresa que produz tecnologias de posicionamento.

Strina comenta também que o uso dos veículos aéreos não-tripulados (VANTs) no campo crescerá, assim como surgirão programas capazes de compreender toda essa informação produzida, até então inexistente. Tudo para que o agricultor consiga tomar decisões melhores.

“Os produtores também terão mais flexibilidade por meio de aplicativos instalados nas telas da cabine das máquinas. Com um tablet qualquer, o produtor pode escolher e instalar aplicativos que irão facilitar sua operação”, explica. 

O diretor de engenharia agrícola da CNH Industrial, Sergio Soares, diz que  a empresa tem investido cada vez mais em tecnologia. Ele diz que a internet tem criado um novo mundo de possibilidades. 

"Informações em tempo real possibilitam um melhor controle da operação e do planejamento da máquina, visando maior produtividade e menor custo operacional", afirma o diretor da CNH, grupo que detém empresas como Case IH, New Holland e Iveco. 


No segmento de máquinas, neste ano a Case IH apresentou pela primeira vez ao mercado brasileiro um trator controlado à distância que pode trabalhar sem operador. Desenvolvido nos últimos quatro anos, o trator de 380 cavalos é uma adaptação de um modelo existente no mercado e já plantou mil hectares de milho e soja nos Estados Unidos.

Outro resultado expressivo foi alcançado pela New Holland em 2017: foram colhidos 439.730 quilos em oito horas, um recorde mundial. A colheita, equivalente a 7.329 sacas, aconteceu das 10h30 às 18h30 com apenas um operador na cidade de Formosa do Rio Preto, na Bahia. 

 

Postagens mais visitadas