Argentina assina acordo para aumentar bioeconomia


O documento será a base da colaboração profissional e técnica dos três ministérios para a cooperação no estímulo à bioeconomia

ARGENTINA - A Argentina, com seus 43 milhões de habitantes e sua dimensão territorial que a coloca como o oitavo maior país do mundo, deverá aumentar a produção sustentável nos próximos anos. 

Na última semana, o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva (Mincyt) assinou um acordo com o Ministério da Agroindústria e com o Ministério da Produção para cooperar na promoção de uma economia agropecuária sustentável, capaz de gerar empregos e impulsionar os mercados sem descuidar da ecologia.

"É importante articular políticas de Estado porque a bioeconomia está mudando o mundo e a Argentina tem muitas oportunidades para destacar-se em termos econômicos e de desenvolvimento social", disse Lino Barañao, chefe do Mincyt. O ministro da Agroindústria disse que o país tem que produzir cada vez mais alimentos e que a "bioeconomia é o futuro do nosso país e do mundo". 
 
Saiba mais (em espanhol): Jornal Clarín



Postagens mais visitadas