Governo incentiva plantio de cacau com R$ 2,13 bi para investimentos


O Brasil é o sétimo produtor de cacau do mundo e o plantio sustentável da lavoura cacaueira está previsto no Programa ABC, linha de crédito do Plano Agrícola e Pecuária (PAP)

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA - A partir de 1º de julho, produtores de cacau poderão contar com R$ 2,13 bilhões em crédito de investimento para a implantação, melhoramento e manutenção de suas lavouras. Os recursos são do Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC). 

Os projetos apresentados às instituições financeiras terão limite de financiamento de até R$ 2,2 milhões por produtor de cacau, com taxas de juros de 7,5% ao ano e com prazo de pagamento de até 12 anos. Além do cacau, plantações de açaí, oliveira e nogueira entram no programa.

Antes, o plantio com incentivo do ABC só era permitido na Amazônia. Com o novo Plano Agrícola e Pecuário (PAP), lançado em junho, foi ampliado para as outras regiões. De acordo o IBGE, em 2016 a produção brasileira foi de 214,7 mil toneladas de amêndoas secas de cacau em área de 707,2 mil hectares. A maior parte da produção está na Bahia (116,1 mil toneladas) e no Pará (85,8 mil toneladas). O consumo interno anual é de 190 mil toneladas de derivados de cacau. 

Foto: Arquivo/Ministério da Agricultura

Postagens mais visitadas