Investimento no manejo de pastagens é lucro certo na pecuária


EMBRAPA - O Pará se destaca entre os cinco maiores rebanhos bovinos do país e a pecuária paraense é a que mais tem crescido proporcionalmente em todo Brasil, conforme dados do IBGE, totalizando 20 milhões de cabeças espalhadas em cerca de 20 milhões de hectares. Os números são positivos, mas o rebanho pode duplicar de tamanho em pouco tempo sem a necessidade de derrubar uma única árvore e ainda reduzir a área utilizada para alimentar o gado, destinando-a a agricultura ou mesmo ao reflorestamento.

Algo em torno de 50% de todo pasto do estado está em algum grau de degradação. A receita para reverter esse quadro é adotar mais tecnologias. “Ao conduzir sua atividade de forma responsável, empresarial, o pasto pode ser eterno, com ganhos superiores ao produtor”, garante o pesquisador.

Para ajudar o setor produtivo, o pesquisador Moacyr Bernardino, da Embrapa Amazônia Oriental, acaba de lançar a publicação Degradação de pastagens: o que é e como evitar, que está disponível gratuitamente no site da Embrapa Amazônia Oriental.  Além de explicar como identificar e evitar a degradação, o livro dá dicas de como recuperar as pastagens, com descrição de custos e até de retorno financeiro no investimento nas pastagens.

Acesse a obra completa aqui.
Foto: Moacyr Bernardino

Postagens mais visitadas