Emissão de gases da queima da cana diminuiu 44% em 25 anos em SP



EMBRAPA - Entre 1990 e 2015, as emissões de gases de efeito estufa (GEE) geradas pela colheita da cana-de-açúcar caíram 44% no estado de São Paulo. O dado vem de um estudo que atualizou informações de pesquisas da Embrapa Meio Ambiente (SP), seguindo a mais recente metodologia publicada pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC).

O documento traz estimativas anuais para o estado e municípios. O resultado mais importante é a acentuada redução da emissão nos últimos anos, efeito direto da adoção do corte da cana crua, preconizado por lei e adotado progressivamente no estado.

A colheita da cana era feita integralmente com queima até 1995. Em 1996, com a chegada ao País de máquinas colheitadeiras específicas para a cultura, teve início a colheita sem queima em 10% da área do estado. 

Em 2002, foi aprovada a lei que determinou o fim gradual da queima de cana em áreas planas no estado. Seus efeitos começaram a ser percebidos a partir de 2006. Atualmente, o percentual de cana colhida sem queima está próximo de 80%.

Foto: Paulo Palma Beraldo/De Olho no Campo

Postagens mais visitadas