Marcadores químicos devem acelerar o desenvolvimento de novas cultivares de cajueiro

EMBRAPA - Pesquisadores identificaram marcadores químicos que podem acelerar o desenvolvimento de novos clones de cajueiro resistentes à antracnose, uma das principais doenças da cultura, causada pelo fungo. 

Com os biomarcadores, ao invés de cultivar extensas áreas e acompanhar os pomares por vários anos para observar as plantas mais resistentes, será possível realizar a seleção em laboratório. Para isso, bastarão pequenas amostras de tecidos das plantas. 

Para chegar até os biomarcadores, os pesquisadores da Embrapa Agroindústria Tropical (CE) observaram no campo o comportamento de clones de cajueiro-anão resistentes e suscetíveis à doença. Em seguida, avaliaram no laboratório os metabólitos associados à resistência.

Foto: Emilson Cardoso

Postagens mais visitadas