Custo de produção da soja apresenta aumento

A Embrapa Agropecuária Oeste divulga Comunicado Técnico sobre Viabilidade Econômica da Cultura da Soja na Safra 2015/2016, em Mato Grosso do Sul, de autoria de Alceu Richetti. 

Os estudos econômicos foram realizados em relação a três variedades distintas de soja. O documento revela um aumento médio de 14%  no custo de produção.

No documento estão identificadas as quantidades de insumos, as operações agrícolas, a gestão da propriedade, assim como as produtividades, os ganhos obtidos com essa produção e a eficiência produtiva. 

A partir da confrontação dos custos de produção observados e do rendimento médio obtido com o cultivo da soja foi analisada a eficiência econômica da produção.

Os resultados da pesquisa revelam que na safra 2015/2016, o custo de produção da soja convencional é maior que o da soja transgênica RR1 (primeira geração da soja transgênica - Roundup Ready) e menor que o da soja transgênica RR2 (segunda geração da soja transgênica - Roundup Ready).

"Em relação à safra 2014/2015, o custo de produção da safra 2015/2016 verificado mostra aumento de 14,4% para a soja convencional, de 14% para a soja RR1 e de 13,6% para a soja RR2, o que leva o produtor a desembolsar mais dinheiro para conduzir a atividade. Em termos de eficiência, a soja RR1 tem ligeira vantagem sobre a soja convencional e a soja RR2, na maioria das condições de favorabilidade, tanto nas variações de preços quanto de quantidades produzidas", explica Richetti.

Durante o "Encontro de avaliação da safra da soja 2014/2015 e perspectivas para 2015/2016, em Mato Grosso do Sul", realizado em abril, desse ano, foi apresentada uma estimativa, com base na variação cambial, de aumento do custo de produção de soja de até 30%. "Apesar da valorização do dólar, esse aumento total previsto no custo não ocorreu. Porém, houve um aumento num patamar bem mais baixo, sendo em média de 14%", explica Alceu.

Dicas do especialista - Alceu ressalta ainda a importância do planejamento da atividade rural e explica "o produtor deve anotar detalhadamente tudo o que for investido, pois somente assim poderá calcular corretamente o seu custo de produção. Esses dados precisam estar organizados para o sucesso da atividade no longo prazo", acrescenta.

Outra dica do especialista se refere a pesquisa de preço dos insumos que serão utilizados, um trabalho necessário e que exige dedicação. "O orçamento pode ser feito com base no princípio ativo dos produtos utilizados e não somente com olhar voltado para marca. Existem produtos similares de qualidade e que muitas vezes são mais baratos, apesar de não serem muito conhecidos e isso pode impactar positivamente o custo de produção da lavoura", explica.

Outra orientação importante é o acompanhamento dos preços da soja no mercado de futuro. "Essas informações possibilitam ao agricultor fazer um planejamento completo da safra", destacou Alceu.

Postagens mais visitadas