Embrapa apresenta tecnologias viáveis ao pequeno produtor na Agrifam

A Embrapa Pecuária Sudeste apresenta, durante a Feira da Agricultura Familiar (Agrifam), tecnologias que contribuem para o desenvolvimento da agropecuária e aumento de renda do produtor rural. A feira ocorre de 31 de julho a 02 de agosto, em Lençóis Paulista (SP).

Os participantes da Agrifam vão conhecer o sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), a forrageira Guandu BRS Mandarim, o Sistema para Análise de Risco de Desenvolvimento de Resistência Parasitária a Anti-helmínticos em Ovinos (SARA) e o programa de transferência de tecnologia Balde Cheio.

O ILPF é uma alternativa para diversificar a renda do agricultor e reduzir os impactos ambientais. Ao incluir árvores na pastagem, o produtor propicia conforto térmico aos animais e tem uma opção a mais de renda, com a venda da madeira, por exemplo. O sistema ainda contribui para recuperação de pastagens degradadas e para proteção do solo do impacto direto da chuva.

A forrageira Guandu BRS Mandarim também tem apresentado bons resultados para recuperação de pastagens. A leguminosa possui alto potencial para adubação verde, melhorando a fertilidade do solo. 

Além disso, serve de alimento para os animais, principalmente na estação seca, quando o pasto está mais escasso e com qualidade menor. Por ser uma cultivar de baixo custo de implantação e fácil manejo, é uma alternativa viável para o agricultor familiar.

Os produtores de leite têm à disposição várias tecnologias para tornar a atividade sustentável e mais rentável. O Balde Cheio leva, há mais de uma década, técnicas para o desenvolvimento da pecuária leiteira. 

O foco do programa é a capacitação de técnicos, o monitoramento da atuação nas propriedades e a avaliação do impacto da aplicação das tecnologias, oferecendo soluções para esses produtores.

Para os criadores de ovinos, a Embrapa Pecuária Sudeste apresenta o SARA, um software para ajudar no controle da verminose, um dos grandes problemas da ovinocultura. Com o uso da ferramenta, técnicos e produtores recebem informações sobre práticas na propriedade que podem ser melhoradas, seleção de quais ovinos devem ser tratados, momento ideal para administração do vermífugo e produto mais eficaz para o tratamento dos animais. Tudo de acordo com as particularidades da propriedade.

A aplicação das recomendações melhora as condições dos rebanhos ovinos e reduz a incidência da verminose. O software, gratuito e de fácil utilização, está disponível em http://tecnologias.cppse.embrapa.br/sara

Fonte: Gisele Rosso/Embrapa Pecuária Sudeste
Foto: Paulo Palma Beraldo/Agrifam

Postagens mais visitadas