Inverno começa ameno, mas estação será mais fria que a média histórica

O inverno começa às 13h38 deste domingo (21), com temperaturas amenas no Paraná. Em Curitiba, o primeiro dia da nova estação será de mínima de 10ºC e máxima de 21ºC. O termômetro não ficará abaixo dos 10ºC na maioria das regiões. 

Apenas Palmas, no Sudoeste, terá temperatura mínima de 8ºC. Em União da Vitória, no Sul do Paraná, a mínima será de 9ºC. Segundo o Sistema Meteorológico do Paraná ((Simepar), ao longo da estação, que vai até 23 de setembro, a previsão é de temperaturas ligeiramente mais baixas do que as médias históricas no Estado, com ondas de frio passageiras. Há risco de geadas. 

A ocorrência de chuvas deve permanecer dentro da média histórica. "Julho e agosto costumam ser os meses menos chuvosos", observa o meteorologista Cezar Duquia. Segundo ele, o fenômeno El Niño já está ativo desde maio, aquecendo a superfície do mar no Oceano Pacífico. Isso significa que no final do inverno há possibilidade de maior ocorrência de chuvas, que deverão ficar acima da média. Em setembro, a previsão indica aumento da nebulosidade, com mais chuvas. As temperaturas devem ficar acima da média. 

NA AGRICULTURA – O agrometeorologista Paulo Caramori explica que as características do inverno paranaense em 2015 garantem boas perspectivas para as culturas de inverno, com grande possibilidade de obtenção de produtividades elevadas. As lavouras de soja, milho e feijão registraram este ano índices superiores a 2014. 

"Os cuidados com as plantações indicadas para o outono devem ser mantidos e aprimorados no inverno, pois o ar frio pode causar danos irreversíveis e não está descartada a ocorrência de chuvas irregulares e intensas", explica o pesquisador. 

Se a temperatura estiver abaixo de -2°C, pode ocorrer no tronco a geada de canela. Até seis meses após o plantio, o caule do pé de café pode ser dobrado e coberto com terra por até duas semanas – procedimento conhecido como enterrio das mudas. 

Até atingir dois anos de idade, o tronco deve ser protegido por até três meses adotando-se a prática denominada chegamento de terra ou amontoa até a altura do primeiro par de ramos. Após essa idade, os próprios ramos protegem a planta. A parte aérea pode ser podada e regenerada, evitando a perda total. 

Iniciado em maio, o serviço Alerta Geada vai até o fim do inverno. As previsões de risco são feitas com até 72 horas de antecedência pelo Simepar em conjunto com o Iapar – Instituto Agronômico do Paraná. As informações são lançadas nas páginas de ambos os órgãos na Internet: www.simepar.br e www.iapar.br. Interessados em receber mensagens por celular ou e-mail devem cadastrar-se na página do Iapar. 

Outras plantações sensíveis a geadas – como hortaliças – também requerem proteção. O método mais indicado é a estufa. Já a plantação e a colheita do milho safrinha devem ser bem planejadas, pois não há proteção em caso de geada. 

CARACTERÍSTICAS - No hemisfério sul, o inverno é chamado de "inverno austral" e tem início com o solstício de inverno em 21 de junho, terminando com o equinócio de primavera em 23 de setembro. Nesse período, as noites são mais longas do que os dias devido à menor incidência de raios solares nessa parte da Terra.

Foto: Agência de Notícias Paraná/Divulgação

Postagens mais visitadas