Município paranaense é referência na produção de kiwi

Considerada a capital do Kiwi do Paraná, Mallet, na região no Centro-Sul do Estado, recebeu mais de 30 mil pessoas na 19ª Kiwi Fest – Festa Estadual do Kiwi. 

Todos os anos, agricultores de todo o Paraná e de outros estados visitam os estandes da festa em busca de informações técnicas sobre a produção do kiwi, com apoio do Instituto Emater.

O que começou com uma colheita de 1,5 quilo da fruta em 1998, hoje é o sustento do agricultor Silvestre Gabriel Przybisz, que já possui 2,5 hectares de área plantada com a fruta. “Nós tivemos conhecimento de que o clima aqui da região é bom para a plantação de Kiwi e então buscamos saber como era feito o plantio em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul”, conta. 

A fruta precisa de períodos de frio para um bom cultivo e o clima subtemperado da região contribui, proporcionando uma colheita atual de 25 toneladas de kiwi por hectare. Somente em 2014, a cidade ganhou cerca de sete hectares de área nova na produção da fruta. 

Foi com a iniciativa de Silvestre Przybisz que a Kiwi Fest surgiu. Ele nasceu na propriedade rural dos pais, mas trabalhou em outras áreas antes de virar um produtor de frutas. Foi contador e atuou no ramo de madeiras. Quando iniciou o plantio, teve a ideia de organizar a Kiwi Fest com o objetivo de incentivar outros agricultores da região para a produção da fruta. 

As quatro primeiras festas aconteceram no pavilhão da Igreja São Pedro, até a prefeitura comprar um terreno para eventos, onde foi construído um pavilhão para a realização da festa estadual. Hoje, a cidade tem cerca de 38 pequenos produtores, que vendem seus produtos para a própria região e para o Norte catarinense. 

FRUTICULTURA – Além de kiwi, Mallet também produz uva, caqui, ameixa, pêssego, morango e maçã. O cultivo de fruticultura na região conta com o apoio do Instituto Emater, com cursos, técnicas de adubação, manejo, sistema de poda verde, calcário, química e seleção de frutas, entre outras ações. 

“Quando eu comecei com a agricultura, tive uma grande participação da Emater, que ajudou com cursos, incentivo em realizar as análises de solo, orientação sobre como fazer adubação, entre outras coisas”, destacou o agricultor Silvestre Przybisz. “A Emater sempre orientou os produtores e hoje já estamos estruturados, mas sempre que surgem dúvidas, nós procuramos os técnicos da região”, completou. 

NA ESCOLA – A merenda escolar de Mallet e de Inácio Martins é reforçada com frutas da região, de maio a novembro. “Mais dois municípios estão em negociação com a prefeitura para receber nossas frutas na merenda escolar”, afirmou o prefeito de Mallet, Rogério da Silva Almeida.

A região é responsável por 47,2% do valor bruto da produção agrícola do Estado com a fruticultura, tornando-se reconhecido nacionalmente pela plantação do kiwi sem pelo e com pelo. O kiwi com pelo é verde, tem acidez e pode ser colhido a partir de 1º de abril. Já o kiwi sem pelo é amarelo, não tem acidez e já tem colheita liberada em 1º de fevereiro. Atualmente, a fruta, que possui sete vezes mais vitamina C que a laranja, é vendida a R$ 3,00 o quilo na região. 

A FESTA – A 19ª Kiwi Festa envolve pequenos, médios e grandes produtores de frutas de todo o Estado, especialmente das regiões da Amcespar (Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná), da Amsulpar (Associação dos Municípios Sul Paranaense), e AMCG (Associação dos Municípios dos Campos Gerais).

Em 2014, o encontro de fruticultores reuniu 176 agricultores, incluindo produtores de São Paulo, que vieram conhecer a tecnologia de manejo do kiwi na cidade. “Eles ficaram impressionados com o tamanho do kiwi produzido em Mallet”, disse o prefeito.

A programação da festa contou com palestras sobre manejo e plantio da fruta, além de atrações musicais e produtos culinários, como licor, geleia, fruta, vinho, mousse, torta, bolo e suco, entre outros. No ano passado, foram comercializados 36 tratores no evento e movimentados R$ 3,5 milhões com a venda do kiwi e itens produzidos com a fruta. 

O prefeito destacou, ainda, que a região possui atrativos turísticos diferenciados para quem visita a Kiwi Fest. “Temos muitas cachoeiras e trilhas, além da flora, que também é muito rica. Na nossa cidade também são muito fortes as tradições das culturas polonesa e ucraniana”, comentou.

Foto: Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Mallet

Postagens mais visitadas