Agrishow tem queda de 30% no volume de negócios em relação a ano anterior

Pela primeira vez em 22 edições, a Agrishow, maior feira do agronegócio da América Latina, estima queda no volume de negócios em relação ao ano anterior, que foi de R$ 2,7 bilhões. 

De acordo com as entidades realizadoras (Abag, Abimaq, Anda, Faesp e SRB), a alta dos juros e a incerteza política econômica foram as principais responsáveis pela grande queda na realização de negócios.

O Brasil vive hoje uma crise de confiança generalizada e sentida também pelo produtor rural. A esperança dos realizadores da feira é que o Plano Safra, previsto para ser anunciado no dia 19 de maio, possa voltar a fornecer as condições necessárias para a retomada dos investimentos.

A Agrishow 2015 recebeu um grande público, dentro da média dos anos anteriores, provenientes de vários estados brasileiros e do exterior, alcançando mais de 150 mil visitantes. 

Estiverem presentes na feira o vice-presidente Michel Temer, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, os ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Kátia Abreu, da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, da Secretaria de Portos, Edinho Araújo, das Cidades, Gilberto Kassab, e os secretários estaduais de Agricultura, Arnaldo Jardim, e de Logística e Transportes, Duarte Nogueira.

Postagens mais visitadas