Fortalecer a relação agropecuária é a intenção da adida agrícola em Buenos Aires

Graduada em Economia  pela Faculdade de Ciências Econômicas de Bauru e mestre e doutora em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Eliana Valéria Covolan Figueiredo é a nova adida agrícola que atuará em Buenos Aires, na Argentina, com o objetivo de contribuir para o fortalecimento da relação comercial agropecuária com aquele país. 

Os adidos agrícolas terão 60 dias, a partir da nomeação, para começarem suas atividades no exterior.

“O adido agrícola deve ser um construtor de pontes, facilitando o diálogo com os países em que atue, favorecendo assim o encaminhamento das demandas referentes à área agrícola, tanto para a solução de possíveis divergências quanto para o mapeamento de oportunidades que visem ao aumento do fluxo de comércio bilateral”, disse Eliana.

Para Eliana, é fundamental que o adido esteja atento às mudanças nos hábitos de consumo, atuando como observador e disseminador de tais informações, possibilitando aos produtores brasileiros anteciparem-se a essas mudanças e assim contribuírem para o aumento das exportações brasileiras de produtos com maior agregação de valor.

Segundo a adida, a relação do Brasil com a Argentina reveste-se de grande importância, não apenas pela busca do aumento do fluxo de comércio. “Existe também a necessidade de haver uma abordagem integrada de temas relativos à produção e comercialização agrícola destes dois importantes players no mercado mundial de alimentos, visando a criar sinergia na atuação em relação a terceiros mercados”, comentou.

“Além da importância da Argentina como parceiro comercial do Brasil, o fato de ambos serem países-membro do Mercosul e compartilharem raízes históricas, costumes comuns, fronteiras, forte vocação agrícola, dentre outros, os tornam parceiros naturais, justificando sobremaneira a presença do adido agrícola em Buenos Aires”, ressaltou.

Eliana Valéria é pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e exerceu no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) os cargos de diretora interina do Departamento de Assuntos Comerciais, coordenadora-geral de Integração Regional e coordenadora de Relacionamento Externo do Mercosul.

Atuou em várias negociações de acordos comerciais, representando o governo brasileiro, como Mercosul-União Europeia, Índia, Egito, México e os demais acordos que o Mercosul possui com países na América do Sul. 

Na Embrapa atuou na área de Cooperação Científica Internacional com a União Europeia e países da América do Sul e na área de Estudos Estratégicos. Atualmente trabalha da Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio no Mapa.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Postagens mais visitadas