Agricultor familiar inova e produz maçãs em Bauru

Washington Cacciolari também é feirante e faz produtos artesanais como vinhos e embutidos


Texto, fotos e vídeo:
Paulo Palma Beraldo




- Você já comeu mortadela melhor que a Ceratti?
- Então experimenta essa que eu faço. Eu sou um especialista em carnes - brinca ele, veterinário de formação, nas feiras, oferecendo o produto aos clientes.

- E vinho artesanal? Já bebeu o vinho que eu faço? 

- Pega o copinho aí e vem aqui experimentar. 

Para quem gosta de feiras, a barraca do Washington Cacciolari é parada obrigatória. De vinhos a produtos embutidos (mortadelas, choriços, linguiças) a maçãs produzidas na sua propriedade, na região de Bauru-SP. 


São aproximadamente 500 pés de maçãs distribuídos por meio hectare.

- A conta é que a cada um hectare você colhe 40 toneladas de maçã. Eu, como tenho meio hectare plantado, ia colher 20 toneladas. Mas esse ano o tempo foi ruim. Não vou conseguir colher tudo isso não. Você sabe, teoria é uma coisa; prática é outra bem diferente. 

Na mesma plantação, há 2.000 pés de uva, com os quais Washington produz 300 litros de vinho por ano.

- O resto das uvas eu levo nas feiras. Eu monto a barraca e já vem gente procurando as uvas. Vende tudinho - diz ele, orgulhoso. 



Maçãs
Foi buscar uma coisa e achou outra. Assim pode ser contada a história das maçãs produzidas por Washington Cacciolari. A maçã depende do frio para dar frutos. Mas existe uma variedade que não precisa tanto de temperaturas baixas. É a maçã Eva, a escolhida para preencher meio hectare em sua propriedade, a Estância WR. 

Washington é aposentado. Morou durante muitos anos na cidade de Bauru e mora há oito anos na sua propriedade rural, na rodovia Bauru-Marília, onde cultiva maçãs, uvas e cria gado. 





  Você pode conhecer mais sobre essa história no vídeo abaixo. 


Postagens mais visitadas