Fundecitrus realiza cursos sobre manejo de pinta preta com foco em redução de custos

O Fundecitrus - Fundo de Defesa da Citricultura promove entre os meses de setembro e novembro um ciclo de cursos sobre o manejo de pinta preta, com foco na redução de custos. 

O objetivo é capacitar produtores, engenheiros agrônomos e administradores de pomares para atuação no período propício para o controle, que vai do início da frutificação até o fim do período chuvoso que ocorre normalmente nos meses de março e abril.

Os cursos têm o apoio da Syngenta e serão realizados em seis cidades. O primeiro será em Conchal, em 18 de setembro. Depois serão realizadas capacitações em Monte Azul Paulista (25/09), Araraquara (02/10), Casa Branca (23/10), Itápolis (18/11) e Avaré (27/11).

Há alguns anos, a pinta preta vem se desenhando como uma das doenças mais importantes da citricultura paulista. Atualmente acomete mais de 50% das plantas do estado de São Paulo e está espalhada em diferentes regiões produtoras de citros, criando um cenário preocupante devido aos prejuízos causados pela queda de frutos e a dificuldade comercial devido à aparência manchada da casca.

Em 2012, o controle da pinta preta ficou mais difícil devido à proibição do composto carbendazim nos plantios destinados a produtos de exportação. As alterações deixaram o citricultor com poucas opções para manejar a doença, tornando a informação e o conhecimento um aliado ainda mais importante na hora de minimizar os prejuízos.

Com o objetivo de ajudar o citricultor o curso foi estruturado para orientar sobre como manejar de forma eficiente a doença, com as estratégias disponíveis e com economia. O conteúdo foi elaborado pelo pesquisador Geraldo José Silva Junior e contempla informações relacionadas ao fungo causador da doença, sintomas, ciclo da doença e manejo com redução de custos. O curso tem duração média de quatro horas e é gratuito. Para se inscrever, basta entrar no site do Fundecitrus

Fonte: Fundecitrus
Foto: Fundecitrus/Divulgação

Postagens mais visitadas