Biofábrica produzirá vespas Trichogramma no RS

Iniciativa faz parte de campanha que visa fortalecer a prática do Controle Biológico de Lagartas do Milho

A Emater/RS-Ascar e a Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), em parceria com a Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG), inauguram uma biofábrica para a produção de vespas Trichogramma spp, visando ao controle biológico de lagartas em lavouras de milho assistidas pela Extensão Rural no Estado. 

A inauguração da biofábrica está inserida em um trabalho iniciado pela Emater/RS-Ascar em 2013, quando a Instituição lançou a Campanha de Controle Biológico de Lagartas do Milho. Através desta iniciativa, realizou-se o monitoramento de nove mil hectares de lavoura, havendo a necessidade de liberação das vespas Trichogramma spp em 4,9 mil hectares, para o controle das lagartas. 

Além disso, foram capacitados mais de 200 técnicos, com suporte técnico da Embrapa Milho e Sorgo, que detém a tecnologia de produção e uso das vespas Trichogramma spp. O sucesso da campanha junto a técnicos e agricultores, comprovando a eficiência do controle biológico, consolidou esta prática”, afirma o diretor técnico da Emater/RS, Gervásio Paulus. 

A biofábrica resolverá problemas de logística envolvendo a distribuição das vespas, que antes eram trazidas de São Paulo e Minas Gerais. A disponibilidade de Trichogramma spp aqui no Estado se justifica para atender a demanda gerada pelo fomento realizado via Campanha, pela aceitação da tecnologia que disponibiliza um produto seletivo ao controle de lagartas do milho, soja, pastagens e hortaliças, como tomate, pimentão, entre outras. Através das vespas, realizamos o controle de forma não tóxica ao agricultor e ao meio ambiente, explica Paulus. 
 
Inicialmente, a biofábrica instalada no Centro de Treinamento de Agricultores da Emater/RS-Ascar, que é também um Centro de Referência em Agroecologia, terá por objetivo difundir e fomentar o controle biológico, diminuindo o uso de inseticidas para o controle de pragas, servir como unidade didática na capacitação de técnicos e agricultores e também estimular a produção em escala comercial por parte de cooperativas e iniciativa privada. A produção anual será suficiente para realizar o controle biológico em, aproximadamente, sete mil hectares.
 
Junto à inauguração da biofábrica, será lançada a Campanha para o Controle Biológico de Lagartas safra 2014/15, cujo objetivo é chegar aos 20 mil hectares de lavouras (milho, soja e feijão) monitoradas para, se necessário, utilizar o controle biológico.

Fonte: Júlio Fiori/Emater/RS-Ascar
Foto: Rogério Fernandes/Emater

Postagens mais visitadas