Um passeio pelo Mercadão de São Paulo

Paulo Palma Beraldo


O De Olho no Campo visitou um dos principais pontos turísticos da cidade de São Paulo, o Mercadão e conta para você tudo sobre a visita. Confira abaixo o texto e algumas fotos desse passeio. 

Mais que um centro de compras, o Mercado Municipal de São Paulo é um ponto turístico da maior cidade da América Latina. Com 1.600 funcionários espalhados por quase 300 bancas, o Mercadão recebe 15 mil pessoas por dia. Aos sábados, até 25 mil. 

Cortes de carne diferentes, queijos estrangeiros, frutas raras, sabores, temperos e aromas vindos dos cinco continentes são algumas das coisas que você pode encontrar lá. 

Para os carnívoros...

Carne de jacaré, ema, paca, capivara e javali. Sem deixar de lado carne suína, bovina e de aves. Tudo pode ser encontrado nos quase 30 mini açougues locais. 

Para quem gosta de frutos do mar, os peixes têm um local reservado. Durante a manhã, inúmeros visitantes aproveitam e levam para casa peixes frescos das 17 peixarias espalhadas pelas ruas do Mercadão. 

Frutas? 
Entre as mais de 100 bancas de frutas, podem ser encontradas uvas francesas, italianas, pitayas vermelhas e amarelas da Colômbia, morangos da Califórnia e tâmaras de Israel. As frutas cítricas são um capítulo à parte: tangerinas e laranjas vindas de todos os continentes e de cores variadas. 

Maracujá ou Granadilla?
Você já ouviu falar dessa fruta, Granadilla? "É uma espécie de maracujá mais doce", explica um simpático vendedor, oferecendo uma colher de plástico para saboreá-la. Mas o preço... esse não tem nada de doce: R$ 99,00 o quilo.  
As frutas chocam pelo sabor e... pelo preço. 
Posso experimentar?
Conversei com dois vendedores, o Alfredo e o Rogério, da banca Frutas Parpinelli. Simpáticos, me ajudaram a achar bons ângulos para tirar fotos das frutas e me deixaram provar várias delas, como a Tangerina da Ásia. Eles deixam as pessoas provarem para que conheçam os sabores e, quem sabe, comprem algo. 


Rogério diz que o movimento no Mercadão é muito grande, principalmente no começo da manhã e da tarde. 

- É quando o pessoal tá saindo de casa, né? Vem também muita gente de restaurantes badalados. Tem um francês, sabe? O Jamie Oliver (apresentador no canal Multishow), por exemplo, já veio aqui várias vezes. De boné, óculos, mas o pessoal acaba reconhecendo - conta Rogério.

Sobre a procedência das frutas, Alfredo explica que é bem variada. 
- Muitos são agricultores mesmo. Eles vêm das suas cidades e trazem os produtos para a gente. Mas tem várias outras frutas que chegam de navio, que a gente tem que ir buscar lá no porto - diz Alfredo, que trabalha no Mercadão há mais de 30 anos. 


Alfredo, de camiseta amarela, e Rogério, de azul.


E o sanduíche de mortadela? 
Aliás, algumas bancas do Mercadão existem desde a sua abertura. Várias passaram de pai para filho e continuam na ativa ainda hoje. Sobre o pastel de bacalhau e o sanduíche de mortadela, tão tradicionais, existem vários estabelecimentos que os vendem. Segundo alguns vendedores, em dias mais movimentados, até 1.000 lanches são vendidos.  

Essa foi pra dar água na boca, né? Preço do lanche varia de 8 a 18 reais.
Frutas da Banca Parpinelli. Cerejas, diversas variedades de uva, framboesas, blueberrys e cítricos. 




Localização:
Rua da Cantareira, 306, São Paulo, Centro de São Paulo.
O Mercadão fica perto da famosa Rua 25 de março.


Horário de Funcionamento

Atacado: 
Segunda a sábado, das 22 às 6 horas.

Varejo: 
Segunda a sábado, das 6 às 18 horas.
Domingos e feriados, das 6 às 16 horas. 

Postagens mais visitadas