Anater vai fortalecer a assistência técnica para os médios produtores

O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Caio Rocha, afirmou que a criação da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) vai ampliar a oferta de assistência técnica, tendo como prioridade o médio produtor rural e os agricultores familiares. 

A criação da Anater é um passo importante dado pelo governo federal para a ampliação da assistência técnica, que passará a ser direcionada também para os médios produtores - disse.

O Decreto que institui a Anater foi assinado nessa segunda-feira (26) pela Presidente da República Dilma Rousseff. “Salientamos que a Agência terá também a função de monitorar a qualidade da assistência técnica que será ofertada aos agricultores. Queremos um número maior de produtores assistidos, mas com serviços de boa qualidade”, explicou o secretário.

De acordo com o último Censo Agropecuário 2006, existem no Brasil 516.800 médios produtores rurais, correspondendo a 9,9% do universo de agricultores do país. Os médios produtores detêm 22% da área dos estabelecimentos rurais e são responsáveis por 20% da renda gerada pela atividade agropecuária. Com isso, respondem por importante parcela na produção agropecuária brasileira.

Segundo Caio Rocha, apesar desta importância, o segmento ainda não contava com políticas específicas. Na safra 2008/2009 foi criado pelo Ministério da Agricultura o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), que trouxe condições de crédito mais favoráveis para o médio produtor rural.

Em 2013, o governo federal decidiu incluir também os médios produtores rurais como público prioritário das ações de assistência técnica e extensão rural, coordenado pelo Mapa. Os primeiros projetos já estão sendo desenvolvidos na região do semiárido dos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, atendendo a 3.560 produtores. Para a safra 2014/2015, a meta é atender 100 mil médios agricultores.

Com os serviços de assistência técnica garantidos pelo governo federal, os médios produtores poderão incorporar inovações tecnológicas, aumentando sua produtividade e renda. “Os recursos alocados pelo governo federal para o Pronamp têm crescido a cada Plano Safra. Isso demonstra o compromisso do poder público em apoiar esse segmento. A Anater também será importante nesse processo. Reconhecemos a importância social e econômica na dinâmica da produção agropecuária do Brasil e por isso temos trabalhado para trazer cada vez mais benefícios para o médio produtor”, afirmou Caio Rocha.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Divulgação

Postagens mais visitadas