Plano pretende aumentar produção de carne e leite


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou no dia 17 de janeiro um programa destinado a aumentar a produção de leite e carne até 2023. O Plano Mais Pecuária, dividido nos eixos Mais Leite e Mais Carne, pretende aumentar a produtividade do gado leiteiro em 40%, elevando, assim, de 35 bilhões para 46,8 bilhões de litros a produção anual da bebida. 


Além disso, tem a meta de dobrar a produtividade do gado de corte, passando de 1,3 para 2,6 bovino por hectare. Haverá estímulo às pesquisas que desenvolvam novos produtos, além de tentativas de firmar parcerias para capacitação de técnicos e produtores rurais. 

O governo apoiará iniciativas de incentivo e treinamento da inseminação artificial. O plano também pretende usar ações de marketing para aumentar o número de consumidores de leite e de carne.


Monitoramento de qualidade
Segundo o Ministério da Agricultura, até 2016, todo o leite captado pela indústria deve estar de acordo com os padrões oficiais, com redução da prevalência de brucelose e tuberculose. Quanto à produção de carne, o objetivo é que até 2018 todos os estados tenham aderido ao  Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal. 

Sobre o plano
O Plano Mais Pecuária será organizado por um comitê executivo formado por técnicos e autoridades da pasta da Agricultura, e este órgão acompanhará a execução dos projetos. O programa foi formulado após reuniões do ministério com produtores de leite e carne bovina. A avaliação do órgão é que as ações de incentivo aos dois setores estavam fragmentadas e que o aumento da produtividade e padrões de qualidade ajudará também a aumentar a exportação dos dois itens.

O lançamento do plano ocorreu em Juiz de Fora (MG). Inicialmente, ele seria anunciado pelo ministro da Agricultura, Antônio Andrade. No entanto, como Andrade não conseguiu pousar na cidade mineira devido à chuva e retornou para Brasília, foi feito pelo chefe da assessoria de Gestão Estratégica do ministério, João Cruz.

Fonte: De olho no campo com informações da Agência Brasil 
Fotografia: Clara Molden/Daily Telegraph

Postagens mais visitadas